sexta-feira, 5 de julho de 2013

Muro subindo e a compra da casa


Oi pessoal!

Bem, desculpem a ausência, voltei ao trabalho na 2ª feira depois de tirar férias, e o tempo deu uma encurtadinha rsrs. Bem, na terça não teve expediente na casa por causa da chuva. Hoje fui de manhã dar uma olhada, e o muro já subiu praticamente todo.



Caraca, maior muralha, eu nem achava que fosse ficar tão alto. Mas é que eu pedi para igualar com a altura da laje da garagem (isso...uma mente brilhante fez uma laje pré-fabricada sobre a garagem, indo até em cima do portão da garagem), pois a laje ficava mais alta que o muro, vejam:


Daí o muro ficou com essa altura toda. Mas gostei, pois as pessoas que passavam de ônibus sempre davam uma olhadinha pra dentro hehehe.

Bom, fiquei de contar como surgiu a ideia de trocar o apê por uma casa...

O Bruno (meu marido) sempre morou em casa a vida toda. Com piscina, jardim, cachorros, privacidade etc. Depois que nos casamos e mudamos, eu me adaptei bem depois de um tempinho (também morei em casa até meus 24 anos, e depois em um apartamento enorme), mas ele se sentia muuuito preso.

E morador ou ex-morador de casa também é um pouco anti-social (falo por mim e por ele). Por exemplo, vc está prestes a sair do seu apartamento, e escuta barulho de porta ou elevador abrindo no seu corredor. Daí o que faz, sai na mesma hora e dá um animado "Bom dia, vizinho!!!!!", ou espera a pessoa entrar/sair, pra depois vc sair sozinho e não ter que cruzar com o morador? kkkk...quem nunca? Ou está na garagem, escuta barulho de carro chegando e sai correndo pra entrar logo no elevador...ou então fica no carro escondido esperando o vizinho chispar dali... uahuaha.

Bom, em janeiro de 2012 a Kirra, cachorra do meu marido, morreu (ela ficava na casa da minha sogra, onde o Bruno morava antes de casar) e ele ficou super abalado. Um tempo depois (2 dias!!!) ele comprou a Maya, uma filhote de pitbull MUITO linda. Como ela era pequenininha, 1 mês, ficou com a gente no apartamento. Todo dia de manhã ele deixava ela na casa da minha sogra antes de ir trabalhar, e buscava de noite quando voltava, Tipo creche mesmo. E nos finais de semana ela ficava conosco direto, muito comportada.

O síndico e o zelador só foram descobrir que tínhamos uma cachorrinha quando ela já tinha uns 5 meses e me viram saindo pra passear com ela (eu tinha acabado de entrar de férias) . Aí, gente, acabou  nossa paz. O síndico, que antes era até simpático comigo, não veio conversar pessoalmente não. Ficou advertindo por telegrama dizendo que não podia ter cachorro de porte médio no apartamento, nem considerado bravo (bravo aonde...simplesmente odeio esse preconceito contra a raça, está mais do que provado que o temperamento do cachorro, a raça que for, vai de acordo com a criação do dono). Me ameaçou com multas etc etc... e o fofoqueiro do zelador ficava passando a rotina pra ele. Enfim, tivemos que levar a Maya definitivamente pra casa da minha sogra.

Imaginem a tristeza da bichinha...e a nossa! Foi aí que o Bruno gritou CHEGAAAAAAAAAAAAAAA não aguento mais, vamos comprar uma casa!!! Isso tem mais ou menos 1 ano. Até ele me convencer levou mais umas semanas, e aí colocamos o apartamento à venda.

Muita gente me chamou de doida por querer trocar um apartamento novinho, todo prontinho, por uma casa que dá mais trabalho, que certamente teria que fazer obras etc. Mas acabei me apaixonando pela ideia de ter mais espaço, liberdade e minha filha perto de mim.

Nesse meio tempo o Bruno comprou o Thor, outro pitbull, para fazer companhia a ela.

Thor e Maya

Enfim, de agosto a dezembro tivemos muitas visitas ao apê, mas as propostas eram abaixo do que estávamos pedindo. Não estávamos dispostos a baixar o preço pois por aqui (e acho que em quase todo lugar) casa é beeem mais caro que apartamento. E nesse meio tempo, as casas que a gente gostava iam sendo vendidas, não acontecia a feliz coincidência de gostarmos de alguma e vender o apê ao mesmo tempo.

Até que em janeiro apareceu um casal que adorou o apartamento e estava disposto a pagar em dinheiro exatamente o valor que a gente estava pedindo. Vocês imaginem o desespero da imobiliária quando eu falei que não ia vender pois a gente não tinha nenhuma casa em vista! Eu que não ia ficar com o dinheiro na mão e os preços subindo...e se não achássemos nada? Nossa, o povo lá quase morreu, e saiu todo mundo desesperado catando uma casa pra gente. Eles me deram um prazo de QUATRO dias para darmos uma resposta, pois os compradores tinham pressa e também estavam de olho em outro apartamento.

Resumindo, na véspera do prazo fatal, de manhã, me ligou um corretor de uma outra imobiliária dizendo que no dia anterior havia entrado uma casa exatamente como a gente queria...perguntando se a gente podia ir lá ver. Ele nem desligou e eu já estava catando a bolsa. Fomos lá e foi só pisar no jardim pra ter certeza que havíamos achado a casa. Senti que nem precisava ver o resto rsrsrs...

Nesse mesmo dia, fizemos a proposta. O dono da imobiliária da casa disse que não sabia se a dona ia aceitar, pois fomos a 1ª visita, blablabla... Só que ela aceitou, e pronto, ufaaaaaaaaaaaaa! Liguei pra outra imobiliária do apê e só faltaram soltar fogos de artifício. Gente, é muito estressante esse tipo de operação. Haaaaaaaaaaaja coração. O problema todo é que no meu bairro as casas são vendidas muito rápido, os preços sobem, então tem que dar muita sorte de vender e ao mesmo tempo ter disponível o imóvel que você quer.

A coincidência foi o fato de com o apê ter sido exatamente a mesma história: a proprietária havia colocado à venda no dia anterior e fui a primeira visita. E tb só visitei uma vez antes de propor a compra. Mas naquela vez o Bruno não estava junto (comprei sem nem mostrar antes pra ele, aloka).

Bom, só tive essa segurança toda pois na ocasião da compra do apê, passei pela situação de gostar MUITO de um outro apartamento mas ficar pensando, pensando... quando resolvi agir, já era, já havia sido vendido. É uma sensação péssima, daí aprendi que se vc encontra um imóvel que tem as características que você quer, num local que você gosta e ainda balança seu coração, não tem que ficar pensando senão vem alguém na frente e acaba com o seu sonho.

Nossa, escrevi demais hein!! Vou nessa!

Beijosss


45 comentários:

  1. Oi Flávia,
    Comigo aconteceu mais ou menos a mesma coisa coisa. Só que eu troquei de apartamento, mas fiquei no mesmo bairro. Adoro seu blog!!! Que bom que vc voltou a postar :)!!!Beijos
    Carinhosamente,
    Andréia, Brasília - DF

    ResponderExcluir
  2. Olá Flavinha, eu estou com o Bruno flor, rs, adoro casa, o problema é que meu namorado adora apartamento, kk!
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ihh, alguém aí vai ter que ceder rsrsrs!
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Bom dia Flavia,
    Nada melhor que uma casa hehe
    E vocês com certeza não vão se arrepender!!!
    Bjinhos e obrigada pela visitinha no blog :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb acho que não! Só na hora de limpar o quintal talvez bata um arrependimento heheheheh! Beijos

      Excluir
  4. Oi Flavia!
    Eu estou na mesma situação, tanto eu como meu namorado moramos a vida inteira em casa e não está sendo fácil se adaptar a vida em apartamento. Nem terminamos a reforma ainda e já cogitamos muitas vezes em comprar uma casa.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila! Não é fácil né!! Bom, se vcs não tiverem cachorros e os vizinhos forem legais, acredito que em pouco tempo estarão adaptados!!! Beijos!!

      Excluir
  5. Nossa Flávinha que sufoco! kkk, entendo a decisão de vc ter vendido seu apê, e tenho certeza de que irá ser muito feliz na sua casinha que está ficando cada dia mais fofa!!! acho que vocês teram mais privacidade, e aos poucos ela vai ficar com a carinha de vcs... obrigada pela visita no bloguito e pode tentar fazer a receita, parece elaborada mais não é; é só misturar os temperos, jogar por cima da carne, e o forno faz o resto amiga!

    bjus bjus e um lindo finde pra vc!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, vou passar a receita pro meu marido, ele tem mais jeito pra cozinha do que eu! Hoje fez um bife delícia heheh

      Excluir
  6. Aiiii Flavia não tem como ficar longe dessas duas fofuras.....seu marido está coberto de razão.... se fosse minha com essa deitada de "sapinho" eu tinha apertado demais da conta ......kkkk

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha deitada de sapinho, é isso mesmo, eles adoram essa posição!! mil beijos!!

      Excluir
  7. Jesus que adrenalina Flavinha!! Tbm passei por isso qdo vendemos o apê do marido para comprar esse...rs
    Tbm tenho esse pensamento se gostei é meu e pronto nem penso mto pq já viu vem outro e pimba...kkkkkk
    Ah fico feliz ainda mais pelos bbs que ganharam esse espaço todo...Pense na festa deles correndo pelo quintal...kkkk
    Bjux e obrigada por curti o bloguinho no face!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haja coração né Amanda!!
      rsrsrs...beijos!!!

      Excluir
  8. Oi, Flávia! Adorei a sua história! Muita sorte mesmo com toda a transação! Não tem jeito: quando é pra ser nosso, é nosso! E com certeza você, seu marido e seus filhos de quatro patas são seres abençoados! Fico muito feliz por você e espero que um dia eu também consiga voltar a morar em casa, porém, gostaria que fosse em condomínio. Ah! Acompanho seu blog faz um tempão e adoro suas dicas! ;) Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juba!! Muitíssimo obrigada pela mensagem e pelo carinho!!! Beijo grande!!

      Excluir
  9. Ai...adorei a história...comigo foi mais ou menos assim tb. Crianças cresceram, precisavam de mais espaço, o prédio não tinha área de lazer, comprei patinetes para meus filhos e eles andavam no corredor de um ap de 65m, pense...ainda bem q o vizinho de baixo tb tinha crianças...mas sentia meus filhos presos, limitados...a gente tb...no prédio, nem churrasqueira tinha, qdo queríamos receber mais pessoas, sem chance! Meu marido não queria casa, eu não queria mais ap...aí chegamos ao consenso de quem sabe conseguir um ap beeemmmm grande,dessas construções antigas, fazer uma brinquedoteca legal, ter mais espaço para receber os amigos..mas eis q achei um corretor senhorzinho fofo q me apresentou os aps com quintal e depois de algumas andanças, encontramos esse, no mesmo bairro ( q e ótimo), nada de luxo...é um predinho baixo, 3 andares, eu moro no primeiro e tenho 2 quintaizinhos, tenho só um vizinha em cima e no 3º andar ficam 02 terraços um pra cada morador, com churrasqueira e banheiro...pra q mais né...agora minhas crias, tem espaço de sobra, o ap tem um tamanho perfeito pra nós e ainda tem o recantão do guerreiro, onde recebemos com muito amor e carinho nossos chegados! Temos um jardinzno suspenso,onde a vizinha se encarrega de cuidar (ela adora e eu nm acho ruim, pq ela é um senhora q ama cuidar de plantas)e colocar comida para passarinhos e beija flores q vem nos visitar...bom estamos felizes aqui Flavinha, tenho certeza q vcs terão muitas e muitas histórias felizes pra contar aí tb! bj, bj, bj!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Katinha, vocês fizeram uma ótima escolha, pois além de comprar um cantinho maravilhoso, vc conseguiu com seu bom gosto deixá-lo mais lindo e aconchegante ainda!!!! Beijos

      Excluir
  10. Olá Flavitcha ! Amo seu blog, o acompanho desde o 1 post, é verdade !

    Sou do Rio, e estou morta de curiosidade de saber uma coisa...
    nos conte onde vc morava no apê e agora onde mora, nessa sua ótima casa (casa é muito melhor q apê mesmo,para crianças então...rsrs)
    Me contaaaaaaaaaa !!!!! Bjos sua linda !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina, obrigada pelo seu carinho!! Me dá seu email que eu conto!!! Beijos!

      Excluir
    2. rsrs... bjos gata !
      Obrigada pela atenção, meus parabéns por tudo que vc tem conquistado.

      nina40graus.nascimento@hotmail.com

      Excluir
  11. Adorei saber a história de vocês! Tenho certeza de que fizeram a coisa certa! Um beijo, Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu carinho de sempre, Cris fofa!

      Excluir
  12. Oi Flávinha, eu estou construindo meu apê e amooo cachorro, sorte que o prédio tem 3 adares e meu é o ultimo, os vizinhos não são chatos então acho que vou poder ter cachorro, porque eu amooooo!! Na casa dos meus pais temos um Rotweiller e é um amor, eu concordo com você que a personalidade do cachorro depende de como cria ele, o nosso só falta falar, da risada quando a gente chega em casa, mostra os dentinhos e tudo, não tem nada melhor, amo essas raças grandes! Acho que fizeram um ótimo negócio, eu se pudesse preferia ter uma casa, apê não tem muita liberdade mesmo!

    Bjos

    Meu Palácio de 64m²

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnn que gracinha, o seu mostra os dentinhos hahaha! Coisa mais fofa!! Tomara que vc possa criar seu cachorro no seu apê! A Maya até estava se adaptando superbem ao apartamento, ficava quietinha, deitava na varandinha pra pegar um sol...as desvantagens é que tem que passear todo dia e tb os pelos que vão soltando pelos cômodos! Beijos!!

      Excluir
  13. Muito legal saber da sua história. Eu e Amore sempre moramos em casa e confesso que tenho medinho de sentir falta das vantagens quando se mudarmos para o apartamento.
    Com certeza fez uma ótima escolha.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Mas olha, morar em apto tem muitas vantagens...é tudo uma questão de escolha, de estilo de vida!! Beijos, adoro seus comentários!

      Excluir
  14. Oi Flavia!

    Tambem estou saindo de uma casa enorme e indo para um apartamentinho ... e levando meus cachorrinhos, não vai dar para levar todos, são 3!!! Um rotweiller e 2 yorks, o rotweiller acho q não vai ter jeito de levar, vou ter que deixar ele com meus pais mas estou com o coração na mão de separar o trio, elas se gostam muito!! O que eu faço? Duvida cruel!
    Estou montando um blogzinho para ir registrando a evolução da reforma e da decoração, se puder passar lá e me seguir de volta vou ficar muito feliz!!!
    bjooos

    Casa da Doralice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, tenho certeza q já havia respondido esse seu comentário...mas de qq modo, respondi no seu blog! Bjs!!

      Excluir
  15. A bom q fecharam logo! Muito ruim essa experiência de perder a casa dos sonhos! Rs! Com a gente tb foi bem complicado, pois vendemos o apê e ficamos com o dimdim na conta e vendemos o carro do marido tb, imagina a pressão de achar a casa logo?!
    Mas graças à Deus, achamos a casa perfeita! Velhinha, precisando de reformas, mas do jeito e no lugar q queríamos!
    Bjos e boa sorte nas reformas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, isso que importa! Achar a morada dos sonhos!!! Dá um alívio enorme né? Beijos!!!

      Excluir
  16. Oi Flavitchas!

    Menina, que sufoco, hein? Imagino a ansiedade. E que bom que deu tudo certo! Amei seus filhotes, eles são muito fofos!!
    Morar em edifício tem dessas coisas. Antes de vir para cá fiz questão de perguntar à síndica se podia ter cachorro, não ia ficar sem minha pequena de jeito nenhum!

    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, nossos filhotes são como membros da família!!!

      Excluir
  17. Flavinha,

    Eu de novo. Amiga, tira essas letrinhas da verificação, please, elas são tão ruins de ler!

    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renatinha, eu sempre odiei, odeio e odiarei forever essas letras e números de verificação, mas eu estava recebendo muito spam e essa ferramenta acabou 100% com ele.
      Vou fazer um teste e tirar, ver se dá pé excluir o spam pelas confgurações do blog...bjo!

      Excluir
  18. Oi Flávia! Bom demais ter vc de volta! Aqui no apertamento passamos pelo mesmo. Marido sempre morou em casa... Estamos pensando também comprar uma casa, o problema é o valor... Boa sorte! Bj grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulinha!!!! Quando surgiu a ideia, também pensei que fosse missão impossível comprar uma casa....mas deu tudo certo!!! Beijão

      Excluir
  19. Apartamento tem dessas coisas...meu marido também não gosta muito não, sempre morou em casa, quando casamos nem quis saber de apartamento. Alugamos uma casa e ele quis porque quis um cachorro. Adotamos o bichinho. Filho de um vira lata com uma linda cadela labrador preta...logo, ele não é tããão pequeno assim, né? Quando a proprietária pediu a casa e decidimos comprar ao invés de alugar outra, foi um Deus nos acuda para achar um imóvel dentro do orçamento e que ainda ficasse bom para o cachorro. Teve gente que falou "ai, melhor doar ele"...olha, nem te falo o que dá vontade de responder a uma pessoa dessas! Mas que povo sem coração! Aqui em SP é tudo muito caro, muito pequeno, os condomínios minúsculos...mas enfim achamos nossa casa e estamos todos bem, graças à Deus!
    E eu, que morei em prédio desde criança, achei casa uma delícia! Muito mais privacidade mesmo!

    Bjs
    Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris!! Então vc sabe exatamente o que estamos sentindo! Fico feliz que vc tenha encontrado sua casinha e estejam todos juntos e felizes!! Beijos!!

      Excluir
  20. Sempre morei em casa e quero trocar para outra casa, do jeito que quero..já tenho a planta pronta. Só que as pessoas acham que devo comprar um apartamento, porém como já tenho o terreno, a fundação pronta e laje( não sei se é assim que chamam, minha arquiteta disse que irá sair bem mais barato que um apartamento e vou poder ter um espaço exatamente como quero, no que apartamentos seria impossível.
    Meu blog estava com problema, mais se quiser me seguir será um prazer.
    Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  21. Oii, pelo que vc contou, acho melhor ficar com a casa mesmo!Espaço faz muita falta!! Beijos!!

    ResponderExcluir
  22. Oi Flávia meu nome é Saionara e sigo seu blog e adoro!Sua história é muito parecida com a a minha. em 2006 comprei meu apartamento e decidimos vendê-lo em 2011. Já havia comprado um terreno e hoje ainda estamos construindo nosso casa!Adoro suas ideias!A tela par o muor foi um máximo!

    ResponderExcluir
  23. Acho seu blog um máximo, não paro de ler. Mas pra quê comprar cachorro, se tem vários na rua precisando de um dono, de um carinho, de um lar, de comida? Com o preço de comprar 2 cachorros da pra vc alimentar muitos cãezinhos de rua, e ainda mais adotar um amigo, que é de GRAÇA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora, concordo 110% com vc. Mas foi meu marido quem quis comprar, e não teve quem o fizesse mudar de ideia. Bjs e obrigada!

      Excluir

Olá, seu comentário é muito bem-vindo! Clique em "Inscrever-se por email" para receber a resposta! Beijos

Related Posts with Thumbnails